Granizo

O que é GRANIZO? 

     Precipitação sólida de grânulos de gelo, transparentes ou translúcidos, de forma esférica ou irregular, raramente cônica, de diâmetro igualou superior a 5mm.

     O granizo é formado nas nuvens do tipo “cumulonimbus”, as quGRANIZO 02ais se desenvolvem verticalmente, podendo atingir alturas de até 1.600m. Em seu interior ocorrem intensas correntes ascendentes e descendentes. As gotas de chuva provenientes do vapor condensado no interior dessas nuvens, ao ascenderem sob o efeito das correntes verticais, congelam-se ao atingirem as regiões mais elevadas.

     O granizo, também conhecido por “saraivada”, é a precipitação de pedras de gelo, normalmente de forma esferóide, com diâmetro igual ou superior a 5mm, transparentes ou translúcidas, que se formam no interior de nuvens do tipo cumulonimbus. Podem subdividir-se em dois tipos principais:

  • gotas de chuvas congeladas ou flocos de neve quase inteiramente fundidos e recongelados;
  • grânulos de neve envolvidos por uma camada delgada de gelo.

 

Alerta de GRANIZO? Saiba como agir!


Se você mora ou estiver em uma área onde ocorra granizo, saiba como agir ao receber um alerta da Defesa Civil!

  • Permaneça abrigado e não saia até que a chuva de granizo pare.
  • Em hipótese alguma suba em telhados molhados. Os reparos devem ser feitos por pessoal especializado e com segurança para evitar quedas.GRANIZO 01
  • Se notar o risco de desabamento do telhado, saia do local e comunique o risco, inclusive às autoridades.
  • Fique atento à ocorrência de trovoadas e evite estar sobre ou próximo a estruturas metálicas.
  • Cuidado ao se deslocar, pois o granizo deixa o piso escorregadio, podendo causar quedas.
  • Se possível, estacione o veículo em local seguro e espere a chuva de granizo passar.
  • Não estacione o carro próximo a torres de transmissão e placas de propagandas.
  • Permaneça dentro do veículo até o término da queda de granizo, e, se houver algum papelão no carro, use-o para forrar o para-brisa por dentro, evitando que, em caso de quebra, os cacos possam atingir os ocupantes.

FONTE: DEFESA CIVIL ESTADUAL - PR


Imprimir   Email